Izabella Pavesi

Poesias iluminadas/ Versos / Contos / Crônicas / E-books e Fotografias

Textos


Olhos nos olhos


Olhe pra mim...
Silente, com afetuoso olhar.
A sapiência está em ver além...
Em ler nos silêncios das entrelinhas
Nas mensagens contidas nos gestos.
Se vês algo exótico em mim, talvez,
Estejas vendo apenas um reflexo.
Se vês minha simplicidade,
Ela sempre esteve no meu ser.
Rir das próprias gafes é a mola
dos que como eu, se mantém fortes.

Olhe pra mim...
Suave, com olhos curiosos.
De um ângulo posso parecer
Estática, precisa, inabalável,
Mas de outro... se apresenta
Maciez e uma doce suavidade.
Sob outro aspecto ainda,
Não passo de boba sentimental,
Que fica recolhendo letrinhas
Pra tecer poemas que venham
A cair em corações amorosos.

Olhos nos olhos...
Contagiei as pessoas a minha volta...
Ver as coisas de um modo diferente
Do resto do mundo, por quê não?!
Em sonhos visualizo outras dimensões,
Com avalanche de vida que há em mim.

Olhe pra mim...
Como quem recém chegou...
Fiz tantos alvoroços nas partidas
Carreguei tantas coisas supérfluas
E, algumas... imperativas!...
Se um ângulo não te parece perfeito
Nesse meu ser imperfeito...
Olhe do lado de lá, pode acontecer
De uma névoa não te fazer perceber,
A beleza que transborda nas pupilas
Que te olham... e que certamente,
Resplandecem pra muito além
De qualquer horizonte fugaz.


____________________________________
                                         Izabella Pavesi
___________________________________________________
                                                              imagem: internet




 
Izabella Pavesi
Enviado por Izabella Pavesi em 11/02/2013
Alterado em 11/02/2013


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras