Izabella Pavesi

Poesias iluminadas/ Versos / Contos / Crônicas / E-books e Fotografias

Textos


Dionizio Luiz Colombi - Uma lenda!


       Amigos dizem que é uma “lenda”, este senhor de forte personalidade, exemplo para as futuras gerações. Dionizio Luiz Colombi, homenageado em 09.09.2009 na Prefeitura de Botuverá/SC, e por duas vezes na Câmara Municipal de Florianópolis, vencedor de medalhas e troféus, tem uma energia e dinamismo contagiantes.
       Este alegre senhor de 95 anos, nascido na antiga Porto Franco, foi o primeiro advogado da terra onde nasceu. Descendente dos imigrantes Stefano Colombi (da Lombardia) e de Rosa Caresia (do Trento); estes tiveram 10 filhos, dentre os quais, duas filhas freiras que auxiliaram a Madre Paulina, e José Colombi que se casou com Rosa Thereza Maestri, tiveram 10 filhos, dentre os quais, Dionizio Luiz.
       Em Porto Franco a religiosidade era fortíssima e ainda é. O normal era enviar os rapazes para o seminário e as moças para o convento quando ainda eram adolescentes. Não foi diferente com Dionizio, que com 13 anos foi internado no Seminário Nossa Senhora de Lourdes, em Azambuja e passou alguns anos se dedicando à fé cristã. Em 1946 foi prestar serviço ao Arcebispo Dom Joaquim Domingues de Oliveira e em muitas ocasiões o representou. Em fevereiro.1947 foi para o Seminário em São Leopoldo estudar Filosofia, mas não a concluiu. Depois desse momento, uma significativa mudança aconteceu. Ele desistiu da batina, embora até hoje seja um fervoroso fiel aos ensinamentos de Deus e atuante na divulgação do Evangelho.
       Em 1950 casou-se com Elian Dirce Correia e teve 4 filhos (que lhe deram dez netos e 4 bisnetos). A família é muito unida, todos estão formados em cursos superiores e bem posicionados na vida. A primeira mulher faleceu em 1977, e ele se casou novamente com Célia. Desta segunda união vieram dois enteados e uma filha em comum; e ele viu nascer mais seis netos.
       Comerciante, a princípio, formou-se advogado pela Faculdade de Direito de Florianópolis. Com sólida carreira, Sr. Dionizio foi credenciado da Caixa Econômica Federal, INSS, COHAB, FUNRURAL, PMF e CREA/SC por 40 anos. Levou a vida com sabedoria, e se aposentou. Então, uma nova rotina se fez presente em sua vida.
       Em meio a tantas vivências, Dionizio viajou por mais de cinquenta países dos cinco continentes e na Itália, de norte a sul, inclusive Bergamo e Caravaggio, terra dos seus avós paternos (os Colombi) onde pode falar o dialeto das duas cidades, o mesmo que se falava em Botuverá. Ele teve o prazer de conhecer muitos lugares e também “visitei a Universidade e perguntei se tinha gramática do dialeto Bergamasco para vender como não tinha meu genro deixou meu endereço e poucos dias após o Reitor me presenteou e enviou pelo correio”- assim me relatou.
       Sr. Dionizio: “Chegando ao meu conhecimento a falta de gramática e dicionário, me pus à campo e todos que viajassem para a Itália pedia para que procurassem tais artigos”. Por sorte, o Círcolo Italiano de Botuverá já tinha uma gramática e um dicionário do autor Gianni Mascheretti, e então foi só imprimir e divulgar para muitos conterrâneos.
       Um Dicionário em Bergamasco editado em 1808, de fato, é um tesouro raro de se achar. Com alegria, o Sr. Dionizio comenta que “com os materiais conseguidos o Sr. Prefeito fez constar da grade curricular do município de Botuverá, aulas para ensinar o dialeto dos nossos nonos, principalmente para as crianças”.
       Novos tempos surgiram. Em dezembro.2014 o Projeto “VOLEIVÓ” – Programa da Fundação Municipal de Esportes, formou 25 atletas com mais de 60 anos, em Florianópolis, destacando-se Dionízio Luiz Colombi, de 89 anos, o mais idoso e mais alegre de toda turma. Estes desportistas participaram dos Jogos da Terceira Idade primeiramente em Piratuba, depois Itajaí, Blumenau, Rio do Sul e Gaspar. Nesta, a equipe de Florianópolis disputou o primeiro lugar com Treze Tílias em dia 22 de março de 2019; esses bravos jogadores finalizaram em primeiro lugar, destacando-se o levantador de vôlei Dionizio Luiz Colombi, ele é o grande exemplo, uma “lenda” como dizem os jornais por aí, que o homenageiam como grande desportista.
       Sua vida é intensa. Nas suas palavras “Como aposentado, antes desta pandemia, minha rotina diária, há muitos anos era: Segundas, quartas e sextas-feira de manhã, pratico Vôlei, com o grupo GIC (Grupo de Idosos do Coninente). Terças e Quintas- Feira, faço ginástica no Grupo de Idosos da Prefeitura de Florianópolis, e à tarde, todos os dias, jogo dominó, na Liga Operária Beneficente de Floripa”. Recebeu 12 medalhas, algumas placas de Comenda ao Mérito Profissional e inúmeros troféus em toda sua brilhante trajetória.
       Este ano (2020), as coisas ficaram mais monótonas por conta da pandemia, mas Sr. Dionizio não se abala, continua firme e forte, nos impulsionando a nunca desistir de sonhar.


__________________________________________

                                   Izabella Pavesi
                                                  imagem: arquivo D.L.Colombi
Izabella Pavesi
Enviado por Izabella Pavesi em 06/11/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras