Izabella Pavesi

Poesias iluminadas/ Versos / Contos / Crônicas / E-books e Fotografias

Textos

A.C.I.M.A. entrevista Izabella Pavesi

A.C.I.M.A - Associação internacional Mandala com sede em Milão- Itália, publicou no seu blog em fevereiro de 2014:

Entrevista para “Vitrine do Artista Brasileiro”- IZABELLA PAVESI

1– Primeiramente, gostaríamos de saber um pouco sobre você: de onde vem, qual sua terra natal? Onde vive atualmente? Além da escrita, que trabalho ou hobby desenvolve?
R.: Nasci IZABEL PAVESI, em Botuverá, no interior de Santa Catarina e sou descendente de italianos. Fomos morar em Blumenau quando eu tinha seis anos, e lá moram, até hoje, minha mãe e irmãos. Resido, atualmente, em Florianópolis, na capital do Estado. Sou poetisa, escritora, e estudante de História do Centro Universitário Leonardo da Vinci, daqui de Floripa. Adoro ler bons livros, caminhar na beiramar, assistir bons filmes, viajar, e tomar café com amigos e amigas. Herdei da minha mãe o gosto de contar histórias, pois mesmo sendo ela pessoa simples, traz consigo uma grande herança cultural de seus pais e avós.

2– Como e quando se dá o seu primeiro contato com a escrita? Sobre qual tema você escreve? De onde vem as inspirações para suas obras literárias? Poderia nos contar um pouco sobre seu processo criativo?
R.: Iniciei a fase poética quando estudava na Furb – Blumenau, por necessidade de me expressar diante de um mundo muito estranho pra mim, pois eram tempos de muita solidão.
Divulguei as poesias no jornal “O Acadêmico” daquela Faculdade (Ciências 1º grau), que não pude concluir. Fui admitida na Caixa Econômica Federal de Florianópolis, mudei-me pra ilha
e dediquei-me ao trabalho. Nas horas vagas fotografava e escrevia poesias. Depois de me retirar da CEF de SP- São Paulo, em dezembro.2002, passei a publicar textos e poesias outra vez. Escrevi “Correndo atrás do Tempo”, uma crônica sobre a implantação da Agência CEF-Ayrton Senna na Cidade Dutra, São Paulo, e com esta recebi menção honrosa num concurso da Associação dos Empregados do Banco. Foi a partir daí que percebi o caminho já delineado que me fascinava, a arte da escrita; vi então, o quanto eu tinha pra dizer, não importa quanto tempo os leitores levassem pra me conhecer. O que importa é acreditar na essência da escritora que habita meu ser.

3 – Qual foi a pessoa que primeiramente acreditou em seu talento? E qual outra linguagem da Arte tem o seu interesse?
R.: Escrevi o romance “O último Gerente” e o finalizei em 2004. Eu mesma acreditei que uma nova carreira se abria em minha vida, tinha a necessidade absoluta de contar aquela história que fora marcante pra mim, cuja trama se desenrola no interior de uma instituição bancária, embora com páginas fictícias. Felizmente, a Editora-Gráfica Nova Letra – de Blumenau aceitou publicá-lo - pois foi recusado por outras editoras. Este belo livro lançou-me no mundo literário em setembro.2004. Só depois fiz o site no Recanto das Letras, e escolhi como nome literário IZABELLA PAVESI, e apareceram convites para diversas Associações de Escritores. Participei, desde 2005 até hoje, de 21 Antologias-Coletâneas. Também fiz fotografias e recebi três prêmios, antes do lançamento do romance.

4 – O que você acha que seria prioritário fazer para criar oportunidades para valorizar e divulgar o trabalho dos escritores e artistas brasileiros no Brasil e no exterior?
R.: Primeiramente, a cidade do autor tem que valorizá-lo e inseri-lo a nível nacional, mas isso não acontece aqui, com exceção de algumas pessoas que lutam muito pra divulgar seu trabalho. Não temos o espaço na mídia televisiva que gostaríamos de ter, por isso a solução é buscar uma participação em Associações Internacionais e em Antologias dentro e fora do Brasil. O que me projetou foi: World Poets Society, a Divine Académie, a A.C.I.M.A., a Literarte, Poetas Del Mundo, meu próprio site: WWW.izabellapavesi.net, e mais recentemente, a ALB-Suíça. As feiras de livros nacionais e internacionais e as Bienais são uma grande vitrine para os autores.

5 - Na sua opinião, qual o maior obstáculo que encontra o escritor brasileiro para ingressar no universo literário? Como você divulga o seu trabalho? Onde é possível adquirir seus livros?
R.: Muitos escritores desistem no primeiro livro, pois o custo é alto, e as vendas, pífias. Eu saí com meu livro na mão mostrando pras livrarias, muitas o recusaram, fui apresentando minhas poesias pra estudantes, sorteando e presenteando com meus livros, faço isso sempre. Quase desisti de tantos desafios. Tive apoio na SEB – Sociedade Escritores de Blumenau/SC, desde o lançamento, e com eles descobri algumas trilhas literárias; também fui estudando e me aprimorando como escritora e poetisa. Se alguém quiser adquirir meus livros: estão à venda nas Livrarias Catarinenses, e no meu site pelo email: belzinhapavesi@gmail.com.

6 – Que conselho daria à quem está dando os primeiros passos no universo literário?
R.: Não desista!... vale a pena! O retorno em autoestima é gratificante! Passamos a fazer parte de grupos que nos apóiam, dividimos interesses e dificuldades, vamos em busca de possibilidades. A gente se expõe, sim! Digo que todo escritor é um ser generoso, pois ele se doa, não tem medo de ser criticado, assume suas posições e vai em frente.

7 – Qual sua opinião sobre o momento “economicamente feliz” que o Brasil está vivenciando atualmente? Segundo seu ponto de vista será duradouro? Qual é o seu objetivo literário no momento?
R.: O momento é oportuno, sim, sem dúvida. Percebo umas portas se abrindo aqui e no exterior, os que escrevem bem estão tendo grandes chances. Vejo que o mundo está percebendo o potencial que existe aqui também em termos culturais, e estão cheios de curiosidade a nosso respeito. Por isso, mostrar nossos talentos é fundamental, exibir nossa brasilidade com orgulho é imperativo. Essa fase focada sobre nossos expoentes se acentuará a medida que a literatura de qualidade que fazemos seja apresentada aos cidadãos de outros países. Tenho projetos de traduzir meu romance pra outras línguas, já recebi convite da França.
8 – Poderia nos falar um pouco sobre suas obras, seu percurso, e particularmente sobre a experiência de divulgar seus textos, suas obras no exterior?
R.: Sou grata a A.C.I.M.A. que me presenteou com menção honrosa pelo texto “Peregrinar”, lançado no livro Coletânea “Pensieri in Parole”, e pela chance de divulgar meus trabalhos na terra de meus bisavós (Itália) de grande importância pra mim. Tenho mais três livros prontos: um de poesias, e dois de contos e crônicas, mas o custo é alto, e tenho que ir devagar. Sei que, com certeza, lançarei o livro “O néctar da vida”, que já está na diagramação, e sairá em 2014. Também sou grata a revista INSIEME, editada em português e italiano para toda a comunidade ítalo-brasileira aqui e na Itália, que desde agosto.2009 publica contos e crônicas de minha autoria (free-lance).

Rapidinhas:

Uma saudade? ... Do meu grande pai.

Um sonho?... Que haja menos violência contras as mulheres.

Um lugar?... Milão - Itália

Uma música?... “Somewhere over the rainbow”.

Uma tristeza?... Crianças sendo aliciadas pelo tráfico, é revoltante!

Um barulho?... O ronco do avião que corta os céus

Um cheiro?... Os campos de lavanda da França

Doce ou salgado?... Doce de amora

Destino ou casualidade?... Destino, Karma

Quente ou frio?... Frescor primaveril

Seu hobby?... Viajar, sempre que possível

Comida preferida?... Camarão de todos os tipos desta ilha de sol e mar

O que ama?... A paixão pela vida com todos os desafios

O que não ama?... O caos que se vê nos jornais

Um livro?... O próximo que vou lançar: “O néctar da vida”

Um filme?... “Casablanca” e tantos outros

Uma homenagem?... Aos meus antepassados... todas!

Momento inesquecível?... Meu debut na Divine Académie da França, em novembro.2012.

Três coisas fundamentais para ser feliz?... Amar, perdoar e agradecer sempre.

Contato pessoal: belzinhapavesi@gmail.com

Site ou blog: WWW.izabellapavesi.net

__________________________________   IZABELLA PAVESI


 
Izabella Pavesi
Enviado por Izabella Pavesi em 13/03/2014
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras